Yellow and Green entrevista Elano, e declaração sobre Mundial de 2011 repercute no mundo

Paulo Roberto Falcão é destaque na imprensa do PR, BA e SP
18 de março de 2019
MTT Comunicação produz entrevista com Monja Coen para Editora Record
21 de março de 2019

Yellow and Green Football (YGFoot)site sobre futebol brasileiro com conteúdo 100% inglês do qual sou sócio, publicou na semana passada uma entrevista exclusiva com Elano, ex-jogador do Santos, Manchester City (ING) e Seleção Brasileira.

E embora o papo tenha abordado diversas passagens da carreira do ex-atleta, um episódio, em especial, pautou a imprensa esportiva mundial e tomou proporções inesperadas.

Durante a final do Mundial de Clubes de 2011, entre Santos e Barcelona – que acabou com uma goleada de 4 a 0 a favor dos catalães -, Elano pediu a Messi que “tirasse o pé” – ou seja, que a equipe espanhola não ampliasse ainda mais o placar.

O pedido foi publicado pelo Yellow and Green Football (YGFoot) ao longo da entrevista, mas ganhou destaque no Diário do Peixe – site com conteúdo exclusivo sobre o Santos Futebol Clube -, que reproduziu parte da conversa com Elano – numa ação de parceria conosco -, com ênfase a esta história.

A matéria do Diário do Peixe foi o suficiente para que os mais importantes veículos de comunicação do Brasil – e muitos, de outros países – chamassem a atenção para a história. Foram os casos de Veja.com, Globoesporte.comLance!UOL, ESPN.com.br, FOX Sports, A Bola (POR)Marca Claro (ARG) BeSoccer (ESP), dentre outros.

E embora tenha, de fato, revelado esse episódio ao Yellow and Green, a repercussão negativa do pedido, sobretudo entre os torcedores do Santos, fez com que o Elano voltasse a público, em outros veículos, para explicar que a solicitação foi feita em tom de brincadeira – ou, como dizem os boleiros, na “resenha” do jogo.

A equipe editorial do YGFoot ressalta que em momento algum pretendeu denegrir a imagem do ex-atleta, tampouco polemizar em torno do episódio. Da mesma forma, informa que Elano não revelou a história em off – ou seja, não pediu para que ela não fosse publicada -, tampouco disse se tratar de uma brincadeira.

Por esse motivo, ainda que para o ex-jogador a repercussão da entrevista possa não ter sido positiva, para nós, do Yellow and Green Football, ter pautado a imprensa esportiva é motivo de orgulho – o mesmo orgulho que temos por pautarmos nosso trabalho na ética e na retidão.

Segue o jogo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *